GMV, Inmarsat e Lockheed implementarão um sistema SBAS de nova geração na Austrália

SBAS 0

A GMV acaba de iniciar um projecto de colaboração de dois anos com Geoscience Australia (GA) e com o Centro Cooperativo de Investigação para a Informação Espacial da Austrália e Nova Zelândia (CRCSI, na sua sigla em inglês) com o fim de implementar um Sistema de Aumentação Baseado em Satélite. O objectivo do projecto consiste em mostrar os possíveis benefícios das tecnologias de navegação por satélite na Austrália, o que inclui aplicações de integridade e grande precisão.

Os actuais Sistemas de Aumentação Baseados em Satélites (SBAS, na sua sigla em inglês) melhoram a precisão do posicionamento e a integridade dos satélites GPS. Já se implementaram sistemas SBAS nos Estados Unidos (WAAS), na União Europeia (EGNOS), na Índia (GAGAN) e no Japão (MSAS), existindo iniciativas similares em andamento noutros países tais como a China (SNAS), a Rússia (SDCM) e a Coreia do Sul (KASS).

No início deste ano, o governo australiano anunciou formalmente um investimento de 12 milhões de dólares australianos ao longo de dois anos, convidando organizações de diversos sectores, como os de agricultura, construção, mineração e transportes, entre outros, para que participem na fase de exploração do sistema de aumentação por satélite. Os resultados permitirão ampliar os nossos conhecimentos sobre a maneira pela qual esta tecnologia pode beneficiar a segurança, a produtividade, a eficiência e a inovação nos sectores industriais e de investigação na Austrália.

No que diz respeito à infra-estrutura interna do projecto de colaboração, Geoscience Australia (GA) seleccionou a GMV para desenvolver, implementar e instalar a plataforma de processamento encarregada do sistema de aumentação. Para os sistemas de controlo e segurança escolheu a Lockeed Martin (NYSE: LMT), para a ligação ascendente dos sinais até ao satélite, seleccionou GEO e para transmitir as mensagens SBAS na carga útil do satélite 4F1, a sua preferência recaiu sobre o Inmarsat (LSE: ISAT).

SBAS III

A GMV realizou diversos projectos de promoção da tecnologia SBAS. Em 2010 realizou um estudo de viabilidade de um SBAS e instalou um sistema de demonstração de SBAS na região do Caribe, América Central e América do Sul (SACCSA). Em Maio de 2016 a GMV concluiu também a primeira etapa do projecto SBAS-África, que facultou um banco de testes de SBAS para o sul desse continente, participando actualmente em projectos de difusão do SBAS em diversos lugares do mundo. A GMV presta serviços de PPP em tempo real e de pós-processamento no contexto da gama de produtos magicGNSSÉ também uma das entidades que vem colaborando desde 2007 no serviço GNSS (internacional) (IGS, na sua sigla em inglês) em tempo real.