A inovação da GMV reconhecida pelo Innoradar da Comissão Europeia

O Radar da Inovação da Comissão Europeia reconheceu a GMV como «Key Innovator»

O Radar da Inovação da Comissão Europeia reconheceu a GMV como «Key Innovator» pelos seus desenvolvimentos e investigações na deformação natural e na manipulação de imagens médicas em três dimensões, o que será de grande utilidade para o treino dos cirurgiões em cirurgias, assim como na sua preparação e planeamento.

A complexidade da investigação da GMV reside na sua capacidade de modelar relações complexas entre estruturas anatómicas e o seu comportamento elástico, desenvolvendo algoritmos capazes de capturar estas complexidades, processando imagens médicas com grande aproximação ao tempo real.

De acordo com Carlos Illana, Gestor de Produto da Secure e-Solutions da GMV, «dos aspectos que foram valorizados pela comissão de investigação e desenvolvimentos realizados pela GMV no âmbito do projecto Rainbow, os algoritmos de simulação de deformação e recorte em imagens médicas volumétricas, destacam-se como um desafio, acrescentando valor muito importante ao planeamento cirúrgico, que actualmente apenas considera as estruturas ósseas». Como Illana salienta, «esta inovação, única no mundo, não seria possível sem o trabalho conjunto de engenheiros altamente especializados com conhecimentos pioneiros no campo das empresas e organizações públicas de investigação em todo o mundo». As Redes de Formação Inovadoras (ITN) do programa Horizonte 2020 são «uma oportunidade única para fomentar a inovação, promover a formação de pessoal europeu altamente qualificado e realizar a transferência de conhecimentos entre organizações de investigação públicas e empresas privadas».

O Innoradar da Comissão Europeia foi criado para identificar inovações digitais de elevado potencial e entidades inovadoras envolvidas em projectos de investigação financiados pela UE. Esta ferramenta visa, por um lado, dar visibilidade a projectos para os potenciais investidores que permitem colocar estes desenvolvimentos no mercado para comercialização, promovendo por sua vez a criação de um ecossistema inovador. Por outro lado, responde a um exercício de transparência que permite à sociedade saber para onde vai o financiamento da UE.

A classificação de Key Innovator conferida à GMV foi atribuída por peritos independentes que auditam projectos realizados no âmbito dos vários programas europeus Horizonte 2020, Programa Marco 7 (PM7) ou do Programa Competitividade e Inovação (CIP). Os parâmetros tidos em conta incluem tanto o nível de maturidade dos produtos e serviços desenvolvidos para o lançamento no mercado como o das organizações que os desenvolvem, avaliando aspectos tais como a natureza disruptiva e o grau de desenvolvimento das tecnologias e da metodologia utilizadas. A contribuição e o impacto na sociedade é também valorizada. Neste caso específico, a nomeação foi feita para o projecto RAINBOW.

 

O Radar da Inovação da Comissão Europeia reconheceu a GMV como «Key Innovator»

Sobre RAINBOW

O objectivo do projecto «Simulação Rápida de Biomecânica para Desenho Clínico Personalizado» (RAINBOW) é a investigação para o desenvolvimento de uma nova geração de simuladores clínicos que sejam práticos e fáceis de usar por especialistas e que contribuam para a concepção e aplicação de medicina personalizada. No âmbito do projecto, a GMV contribuiu para o desenvolvimento destas ferramentas que podem ser aplicadas no diagnóstico, prognóstico, monitorização, formação cirúrgica, planeamento, orientação, desenho de próteses, operações de implantes e dispositivos médicos. Esta nova geração de ferramentas de simulação biomecânica pode ser operada por médicos sem a intervenção de técnicos.

RAINBOW é um projecto incluído nas Redes de Formação Inovadoras (ITN) do programa Horizonte 2020, no qual a GMV tem colaborado com organizações de prestígio como a Universidade Rei Juan Carlos, a Universidade de Cardiff (País de Gales), o Centro Nacional Francês de Investigação Científica, a Universidade do Luxemburgo, o Hospital Hvidovre e as Universidades de Aalborg e Kobenhavns na Alemanha, entre outras.

Os médicos são responsáveis pela tomada de decisões em muitas áreas diferentes da prática médica: na concepção de tratamentos, no planeamento de cirurgias, etc. Ferramentas TIC como as aplicadas pela GMV no âmbito do RAINBOW permitem o desenvolvimento de modelos fisiológicos virtuais e a aplicação de medicina computacional personalizada. São avanços que capacitam os especialistas clínicos e os ajudam a tomar decisões baseadas em informações precisas, bem como a trabalhar com modelos de simulação de pacientes para obter melhores resultados nas suas intervenções.

Descarregar relatório