O valor dos dados remotos

Em 2016, a GMV foi nomeada pela Comissão Europeia como membro da rede de Estafetas Copernicus e desde então tem desempenhado um papel activo na promoção da utilização dos serviços do programa europeu Copernicus para observação da Terra.

Copernicus

Como membro desta rede, a GMV participa em numerosas reuniões do sector para divulgar as capacidades e aplicações de Copernicus. A 24 de Setembro participou na 17ª edição do encontro Databeers Málaga, uma comunidade que organiza anualmente encontros em ambiente de networking de assistência aberta e gratuita, onde são tratados temas relacionados com big data, com a análise e visualização de dados, aplicados a diferentes disciplinas.

As apresentações nesta reunião, que pela primeira vez se realizou online devido às restrições causadas pela pandemia, trataram de projectos e aplicações baseadas em dados e serviços abertos do programa Copernicus. A GMV apresentou um documento centrado nos produtos desenvolvidos para a gestão florestal sustentável, com base em dados remotos de Copernicus, especialmente do satélite Sentinel 2 e satélites com uma resolução espacial muito alta.

Databeers Málaga faz parte da Copernicus Málaga Hackathon, uma iniciativa que também se inclui no programa Copernicus hackathon e reúne desenvolvedores, empresários e peritos temáticos com o objectivo de criar em colaboração novas aplicações baseadas nos dados e serviços oferecidos por Copernicus e Galileo. A GMV também participou nesta edição realizada em Málaga, de 18 de Setembro a 2 de Outubro.

No concurso deste ano, o desafio consistia em enfrentar a crise climática sob quatro perspectivas: cidades verdes, turismo sustentável e inteligente, desenvolvimento sustentável da economia azul e o impacto da COVID-19.Antonio Tabasco, chefe da Divisão de Detecção Remota e Análise Geoespacial da GMV, fez parte do júri responsável por decidir sobre as equipas vencedoras do concurso, durante a cerimónia de encerramento da hackathon.

Este programa, financiado pela Comissão Europeia, envolve cerca de vinte reuniões em cidades de toda a União Europeia. O ETC-UMA (European Topic Centre) e a Cátedra de Recursos Geotecnológicos para Economia e Sociedade da Universidade de Málaga organizaram esta Hackathon sobre Copernicus, com a colaboração dos projectos Horizonte 2020 CopHub.AC e CoRdiNet.