soluciones GMV

Descrição do sistema

 

O sima é um ambiente de execução com interface API (Application Programming Interface) conforme a ARINC 653 e com uma robusta partição para sistemas operativos que não ofereçam por si mesmos estas características.

 

A especificação ARINC 653 estabelece o suporte que possibilita uma robusta partição em sistemas embarcados de forma que uma só unidade de processamento, normalmente denominada módulo, possa alojar uma ou várias aplicações aviónicas e executar essas aplicações de maneira independente. Tudo isso se pode levar a cabo se o sistema subjacente, geralmente denominado Module Operating System (MOS), permitir a separação das aplicações aviónicas para que:

  • Cada função particionada tenha acesso garantido ao processador. As garantias reflictam a frequência e o tempo de execução de cada aplicação.
  • Uma falha na função particionada não possa causar falha na outra função particionada.

Em consequência, o sistema de partição permite reduzir o hardware embarcado e, ao mesmo tempo, facilita os processos de verificação, validação e certificação.

sima: Arquitectura

Os serviços de ARINC 653 à aplicação alojada são prestados com a biblioteca do Partition Operating System (POS) que implementa:

  • Serviços ARINC 653 dos "Serviços Requeridos" de ARINC 653 Parte 1: Administração de Partições, Gestão de Processos, Gestão do Tempo, Comunicações Inter e Intra Partições e Serviços de Supervisão de Bom Estado.
  • Um subconjunto de "Serviços Ampliados" de ARINC 653 Parte 2: Sistema Logbook.

sima: Processo de construção

No sima, as partições ARINC 653 são atribuídas a processos POSIX e os processos ARINC 653 são atribuídos a condutores POSIX. Assim pois, cada aplicação sima fica vinculada a um único programa POSIX, que contém o código e os dados do utilizador, o código e os dados da APEX e, finalmente, o contexto de execução da plataforma, ou seja, a NPTL para Linux.

O sima está concebido para dar suporte a aplicações em tempo real. Utilizam interfaces de programação em tempo real na biblioteca de condutores POSIX, como prioridades de programação e condutor FIFO. Do mesmo modo, toda a memória utilizada durante a execução é criada durante a inicialização, ficando armazenada em RAM e evitando problemas de paging e latência.

Mapa do Site
Contactos
GMV