Simuladores de satélite e missão

As actividades de desenvolvimento a nível de sistema dos segmentos espacial e terrestre devem ser assistidas por diferentes tipos de simuladores que realizam uma caracterização do comportamento da nave no seu contexto.

A participação da GMV em actividades a nível de sistema, como a análise de missão, juntamente com a sua reconhecida experiência em desenvolvimento de software, faz dela um candidato perfeito para o desenvolvimento de simuladores de missão e satélite, os quais podem classificar-se nas seguintes categorias:

  • Simuladores de Prestações da Missão: A sua finalidade consiste em facultar as prestações da missão no que toca à cobertura, capacidades de conexão, ciclo de vida útil da carga útil, evolução da memória, dimensionamiento do sistema de potência, pressuposto de delta-V ou latência de dados. Estes simuladores utilizam-se normalmente durante as fases iniciais de concepção e desenvolvimento da missão, dando assistência às actividades de análise da missão. Como exemplo desta categoria pode citar-se o Sentinel-2 Mission Performance Simulator, desenvolvido e mantido pela GMV.
     
  • Simuladores de Prestações de Instrumentos de “ponta-a-ponta” (E2E na sigla em inglês): O objectivo principal destes simuladores consiste em verificar as prestações dos produtos da missão, em comparação com os requisitos do sistema e missão. Os simuladors realizam uma caracterização de todos os efeitos que influem na aquisição de dados pela carga útil da missão e seu processamento em terra, normalmente até ao nível 1b ou nível 2. Para cumprir esse objectivo, simulam-se diversos elementos, tais como a cena que se observa, o efeito atmosférico, o comportamento do AOCS, a concepção dos instrumentos e o processamento em terra. Em geral evoluem desde as fases iniciais da missão (em que todos os elementos são incluídos normalmente no simulador) até às fases posteriores (C/D) em que se dividem no simulador de prestações de instrumentos ou da nave e do Protótipo de Processador em Terra (GPP). A GMV participou no desenvolvimento de simuladores de prestações de instrumentos de “ponta-a-ponta” (E2E) para missões como a SEOSAT/Ingenio, FLEX, CarbonSat ou PREMIER.
     
  • Simuladores Operacionais de Satélite: Estes simuladores utilizam-se para o ensaio do sistema de controlo da missão, para validação do segmento terrestre, para os procedimentos operacionais e para a formação do pessoal de operações. Depois do ensaio de validação do segmento terrestre e da definição da operação, este simulador torna-se especialmente importante para os testes aos retoques do software embarcado. Devem simular o comportamento de todos os sistemas da nave (térmico, gestão de dados, AOCS, potência, comunicações e carga útil) em tempo real. A GMV desenvolveu os simuladores operacionais de satélites para missões como a Sentinel-1, Sentinel-5P ou SEOSAT/Ingenio.

A nossa oferta em simulação inclui:

  • sisdor: simulação e caracterização dos efeitos de propagação (atenuação de sinal, multipath, efeito Doppler, etc.) nos canais móveis, desde o satélite até ao interior em banda L e banda S.
  • βiβlos: Biblioteca de modelos genéricos para a implantação de simuladores de prestações de instrumentos E2E para missões de observação da Terra, desenvolvida pela ESA.

 “Efeito simulado de luz parasita no espectrómetro CarbonSat”

Satellite_and_Mission_Simulators_I

 Análise de sobreposição de linhas de detecção no instrumento SEOSAT/Ingenio

Satellite_and_Mission_Simulators_II