Sistemas de Vigilância de Fronteiras

A GMV tem vindo a desenvolver tecnologia e acumular experiência no âmbito da integração de sistemas para vigilância de fronteiras, tanto terrestres como marítimas.

De especial importância é o facto da GMV ter sido seleccionada para desenvolver o EUROSUR Pilot Project, no âmbito do Sistema Europeu de Vigilância de Fronteiras da Comissão Europeia, encomendado à FRONTEX.

A agência da UE FRONTEX, com sede em Varsóvia, foi criada para ser um órgão especializado e independente, encarregado de coordenar a cooperação operacional entre os Estados-membros no âmbito da gestão das fronteiras exteriores. Deste modo, ajuda os Estados-membros na formação das guardas fronteiriças nacionais, faz um seguimento da evolução em matéria de investigação relacionada com o controlo e vigilância das fronteiras, assiste os Estados-membros em circunstâncias que requerem um aumento da assistência técnica e operativa nas fronteiras exteriores e faculta o apoio necessário para organizar operações conjuntas de restituição.

O principal objectivo do EUROSUR Pilot Project consiste em proporcionar a capacidade de criar uma ligação persistente entre os diversos Centros Nacionais de Coordenação de Fronteiras (NCC) e com a FRONTEX, utilizando um sistema extensível para partilhar informações que permitam:

  • Reduzir o número de imigrantes ilegais que chegam à área Schengen sem serem detectados 
  • Diminuir o número de mortes de imigrantes no mar
  • Incrementar a segurança interna na Europa por meio da prevenção criminal nas fronteiras exteriores.

Este projecto enquadra-se na estratégia de internacionalização das actividades da GMV na área da Defesa e Segurança, consolidando a posição de liderança da empresa no contexto europeu.