U10T Unidade Embarcada U10T

A GMV trouxe para a área das portagens electrónicas a sua grande experiência em navegação por satélite e na concepção e desenvolvimento de equipamentos embarcados. Daí resultou uma família de equipamentos (OBUs) para portagem electrónica, baseada em GNSS (incluindo os equipamentos U10T e U20T).

Os sistemas de portagem electrónica baseados em GNSS podem utilizar unidades embarcadas com duas arquitecturas possíveis: “thin client” e “thick client”. No primeiro caso o equipamento embarcado executa o processamento de informações mínimas que são transmitidas a um centro de controlo onde se dá a geração de informações de cobrança ao utilizador. No segundo caso, pelo contrário, o equipamento embarcado tem capacidade suficiente para o processamento de dados, de modo que as informações de cobrança ao utilizador são geradas dentro do próprio dispositivo.

O equipamento U10T foi concebido para poder ser utilizado tanto numa arquitectura “thin client” como numa arquitectura “thick client”. O equipamento U10T é compatível com a Directiva Europeia 2004/52/EC (ou Directiva da Interoperabilidade) que estabelece um sistema Europeu de Teleportagem (SET) e fornece regras para que os diferentes sistemas de portagem electrónica possam ser interoperáveis em toda a Europa. Para facilitar as tarefas de controlo (ou enforcement), a unidade U10T integra um módulo DSRC (5,8 GHz) que também se pode utilizar como tag DSRC para portagem electrónica, compatível com diferentes padrões e sistemas europeus (p.ex., ViaT). O dispositivo U10T foi concebido para utilização em veículos pesados (camiões, autocarros) ou em veículos ligeiros (automóveis particulares), podendo facilmente ser instalado por fixação ao pára-brisas e ligação ao isqueiro do veículo. Através de um ecrã incorporado no dispositivo, podem visualizar-se todas as informações necessárias para se conhecer o estado do equipamento U10T em funcionamento assim como os dados de configuração simples que se devem introduzir (p.ex., o número de eixos do veículo). O dispositivo tem a capacidade de actualizar o software de maneira remota (OTA - Over The Air) o que dá flexibilidade a qualquer fornecedor SET para poder adaptar o equipamento a possíveis e futuras evoluções do sistema. O equipamento U10T é um dispositivo de alta fiabilidade graças à incorporação de diferentes algoritmos patenteados pela GMV e que permitem a detecção fiável de pórticos virtuais e zonas de cobrança, assim como o cálculo muito exacto da distância percorrida, o que se traduz num cálculo muito preciso de cobrança ao utilizador.

O equipamento também tem outras características que possibilitam:

  • Comunicações seguras e privacidade graças à transmissão de dados encriptados
  • Protecção contra manipulação
  • Receptor GNSS com tecnologia anti-jamming
  • Compatibilidade com os requisitos automóveis (automotive compliant)
  • Bateria para garantir o correcto funcionamento incluindo as situações em que o dispositivo está desconectado.

Transferir o folheto do U10T