A GMV implanta uma nova plataforma para desenvolver as webs das Faculdades da Universidade de Barcelona

A GMV implanta uma nova plataforma para desenvolver as webs das Faculdades da Universidade de Barcelona

O projecto começou pela implantação geral da solução e pela web da Faculdade de Farmácia

A nova plataforma ajudará a optimizar os recursos tecnológicos da UB, conseguindo poupanças económicas substanciais

A Universidade de Barcelona (UB) implantou, com a colaboração da GMV, uma nova plataforma para desenvolver as webs das suas Faculdades, associando a sua imagem de marca a todas essas Faculdades e respondendo às necessidades dos seus diferentes grupos de utilizadores.

O objectivo que a Universidade pretende alcançar com este novo projecto consiste em simplificar, unificar e optimizar os processos e procedimentos, o que significa a obtenção de poupanças e economia de recursos a médio prazo. A implantação inicial na Faculdade de Farmácia servirá para valorizar a inclusão da nova plataforma no resto das webs das diversas faculdades, assim como dos serviços empresariais da UB.

Como novidade para a UB, a GMV implantou uma concepção e um desenvolvimento web adaptável (responsive web design) que torna as novas webs desenvolvidas acessíveis a partir de qualquer dispositivo móvel e navegador, optimizando a experiência do utilizador. Além disso, realizaram-se integrações com diversas aplicações de Gestão Académica, Gestão da Investigação, Directório de Pessoal e Autenticação Única (Single Sing-On) da Universidade de Barcelona.

José María Legido, Director da delegação nordeste da GMV disse que “na nova plataforma estamos a implementar as soluções mais inovadoras da GMV para responder às necessidades do nosso cliente" uma vez que "alcançar uma visão global para integrar todos os novos espaços das Faculdades e os seus diversos departamentos, envolve um desafio multidimensional e multidisciplinar que exigiu decisão e visão estratégica para impulsionar na Universidade de Barcelona uma mudança tecnológica na qual estamos a participar”.