ExoMars inicia a sua viagem a Marte

Tal como estava previsto, descolou com êxito, no dia 14 de Março, a primeira missão ExoMars, a bordo de um lançador Proton-M operado pela agência espacial russa Roscosmos, a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

O programa ExoMars, que inclui duas missões, foi desenvolvido pela ESA com o objectivo de investigar o contexto de Marte e testar novas tecnologias em vista de uma futura missão de recolha de amostras no planeta vermelho, durante a década de 2020.

A primeira missão recém-lançada inclui um satélite para estudo de Gases Residuais (TGO) e um módulo demonstrador de entrada, descida e aterragem (EDM). O satélite levará instrumentação científica para detectar e estudar os gases residuais da atmosfera, entre outros o metano. O EDM terá sensores que avaliarão o módulo de aterragem durante a sua descida e sensores adicionais para estudar o contexto no lugar da aterragem.

Nesta primeira missão, a GMV participa desenvolvendo o software embarcado do Sistema GNC (Orientação, Navegação e Controlo) do módulo de descida e entrada (EDM) do ExoMars. Este software permitirá activar automaticamente todos os eventos relacionados com as fases EDL (Entry, Descending and Landing) que incluem a entrada controlada na atmosfera marciana, a abertura do pára-quedas e o uso de propulsores para aterragem, a fim de conseguir um local seguro. A GMV também desenvolveu o código para o OBSW GNC e os ensaios de unidade, tendo participado activamente na validação do sistema de instalações TAS-I.

ExoMars

Além disso, como parte das actividades desenvolvidas no âmbito do contrato marco de suporte ao Centro Europeu de Operações Espaciais da ESA (ESOC), a GMV mantém a responsabilidade pelo “Flight Dynamics Manager" e participará activamente no controlo orbital da missão.
A segunda parte da missão de ExoMars, prevista para 2018, incluirá um veículo de exploração que levará um perfurador e uma equipa de ferramentas de investigação astrobiológica e geoquímica. Nesta ocasião, a GMV participará no desenvolvimento do software de aplicação completo da missão (Aplicação SW) do sistema GNC (Orientação, Navegação e Controlo) e de outros subsistemas (sistema térmico, sistema de telecomando, orientação e controlo do módulo portador e do módulo de descida, assim como o sistema de potência). Também desenvolverá o software Verification Facility (SVF) utilizado para a validação da Aplicação SW. Levará o simulador do computador de bordo (OBC1), encarregar-se-á do desenvolvimento do centro de controlo do Rover, cuja gestão se fará a partir das suas instalações em Turim (Itália), utilizando o sistema de controlo e gestão de dados concebido e desenvolvido pela GMV, fornecendo ainda o CM-DM (Central Checkout System).