Tecnologia da GMV, uma solução contra a ciberfraude em caixas multibanco da América Latina

A GMV implanta o checker ATM Security na América Latina para fazer frente aos problemas de ciberataques a caixas multibanco.

Tecnologia da GMV, uma solução contra a ciberfraude em caixas multibanco da América Latina

96% das organizações no mundo estão a ser atingidas por ciberataques que utilizam técnicas sofisticadas de última geração, conseguindo passar com grande facilidade as barreias de segurança. No caso das caixas multibanco, a tecnologia tem vindo a evoluir e a melhorar não apenas a experiência do utilizador mas também a oferta de serviços e funcionalidades. Mas este avanço também trouxe todos os problemas de segurança associados a ambientes mais abertos e conhecidos.

A GMV apostou então em melhorar a cibersegurança das caixas multibanco na América Latina com a instalação do seu produto líder do mercado checker ATM Security, conseguindo uma penetração de aproximadamente 90% no mercado do Chile. Actualmente checker encontra-se presente em cerca de 100.000 caixas multibanco distribuídas por mais de 18 países do mundo, entre os quais há países da América Latina como o Chile, o México, o Brasil e a Colômbia, posicionando-se como produto de referência na segurança de caixas multibanco a nível mundial.

De acordo com os últimos relatórios de FireEye, o Brasil continua a ser o país mais atacado da América Latina, seguido pelo Chile e pelo México. Por esse motivo, o crime cibernético continua representando uma ameaça para as pessoas e organizações da América Latina na medida em que a população vai estando cada vez mais ligada à Internet e em que os sistemas bancários e de pagamento online têm mais utilização.

Os países mais comprometidos e com maior número de ataques aparecem na seguinte ordem: Brasil, Peru, México, Chile e Argentina. Embora o Peru esteja na segunda posição, o Chile sofre maior número de ataques, indicando que as práticas de segurança são mais eficazes nesse país do que nos outros da região.

checker é o primeiro produto de segurança que foi concebido e desenvolvido à medida para as plataformas de serviço financeiro automático, permitindo a administração centralizada da segurança (incluindo o controlo das aplicações em execução), o controlo dos recursos locais e remotos aos quais se pode aceder a partir da máquina ou o controlo das comunicações autorizadas. Por meio de férreos controlos de segurança, o checker garante um ambiente de alta protecção, cortando à partida qualquer infecção causada por vírus, troianos, vermes ou outros programas maliciosos e evitando também que qualquer software perigoso, executado dentro do terminal multibanco, possa dar acesso aos recursos sensíveis das caixas.