A GMV protege da ciberfraude as caixas multibanco de Maybank, o maior grupo financeiro da Malásia

A GMV protege da ciberfraude as caixas multibanco de Maybank, o maior grupo financeiro da Malásia

Todos os relatórios do sector indicam que a fraude financeira está infelizmente em moda, tendo aumentado em 2015 e seguindo vertiginosamente esta tendência em 2016. Isto é o resultado do desenvolvimento de ciberataques cada vez mais sofisticados e da falta de medidas de segurança em muitas entidades bancárias.

As entidades bancárias estão cada vez mais conscientes da necessidade de contar com a tecnologia para conseguir inovadoras soluções de cibersegurança como única solução para evitar ou mitigar os efeitos negativos que acarreta esta situação, tanto a nível económico como a nível de imagem da empresa.

Malayan Banking Berhard (Maybank), o maior banco e grupo financeiro da Malásia, consciente do grave problema que enfrenta, decidiu apostar no checker ATM Security, a solução desenvolvida pela GMV para proteger as caixas multibanco contra possíveis ataques de malware.

O checker é o produto de segurança para sistemas de serviço financeiro automático que lidera o mercado, protegendo mais de 100.000 caixas multibanco em mais de 18 países de todo o mundo. A chave do sucesso de checker é simples: "Proteger sem interferir" - é capaz de exercer um controlo férreo sobre o sistema com um único produto, sem consumir recursos, sem afectar a sua disponibilidade e sendo completamente independente do fabricante do equipamento em que estiver instalado.

É fundamental começar a tomar as medidas necessárias para evitar um problema que já constitui uma realidade. Muitas entidades em todo o mundo já instalaram software de protecção para as suas caixas multibanco. Hoje em dia podemos dizer que o checker é a ferramenta de protecção mais abrangente e potente do mercado, permitindo que entidades de todo o mundo estejam protegidas e preparadas para os ciberataques que seguramente ocorrerão.

Grandes instituições financeiras como Maybank, confiam na experiência da GMV quando se trata de um aspecto tão crítico como a cibersegurança dos seus sistemas e redes de informação.