Definição dos requisitos dos novos satélites Copernicus

A GMV desempenha um papel destacado no Programa Europeu de Vigilância Global para o Ambiente e Segurança Copernicus, participando activamente em diversos projectos, tanto para o segmento terrestre como para o espacial.

Recentemente, no segmento espacial, a Unidade de Dados Espaciais da Comissão Europeia estabeleceu um contrato-marco com um consórcio liderado pela GMV, o qual tem como objectivo a definição dos requisitos de utilizador da geração seguinte dos satélites deste ambicioso programa por meio do qual a Europa está a dotar-se de capacidade e autonomia tecnológica para observação da Terra.

Actualmente, o programa de satélites Copernicus compõe-se de cinco famílias de satélites: Sentinel-1, concebido para garantir a continuidade dos dados de radar dos satélites ERS e Envisat. Sentinel-2 e Sentinel-3, dedicados à vigilância da Terra e dos Oceanos. Sentinel-4 e Sentinel-5, dedicados a missões de meteorologia e climatologia, baseadas no estudo da composição da atmosfera.

Sentinel

Espera-se que os satélites da nova frota ofereçam igualmente grande quantidade de dados e imagens fundamentais para o programa e uma série de serviços-chave para um amplo campo de aplicações, motivo pelo qual a primeira acção no marco deste contrato será o lançamento de uma "consulta de interesse" de participação na definição de requisitos de utilizador que guiarão a geração seguinte dos novos satélites Copernicus.

O programa Copernicus deve estar em constante evolução e a garantir resposta às necessidades de numerosos utilizadores de diferentes campos, pelo que esta "consulta de interesse", cujo objectivo consiste em recolher e reunir as necessidades do utilizador, é fundamental e pressupõe o primeiro passo na definição dos requisitos para a próxima geração da componente espacial do programa na futura geração de satélites europeus.

Trata-se de uma oportunidade única para contribuir para a criação de um "fio condutor" entre esta componente espacial e os utilizadores. Os dados recolhidos neste inquérito estão protegidos pela Norma 45/2001 que regula o tratamento de dados pessoais pelas instituições da União Europeia. Os utilizadores registados serão contactados pelo Contratado com o fim de conseguirem os requisitos específicos que queiram manifestar (p.ex., necessidade de aplicações não cobertas por Copernicus, melhoria de produtos, acesso a dados, especificações de instrumentos, etc.) por meio de questionários técnicos, entrevistas vis-à-vis, participação em ateliers temáticos e outros.

Além de liderar o consórcio, do qual também fazem parte Spacetec Partners (BE), FDC (FR) e Noveltis (FR), no âmbito do projecto a GMV será responsável pela especificação de requisitos das missões seguintes de Copernicus.