A Comunidade Autónoma de Castela e Leão confia à GMV o Transporte a pedido até 2018

O Conselho Consultivo de Fomento e Meio Ambiente de Castela e Leão decidiu prorrogar o contrato adjudicado em 2004 à GMV para a gestão e manutenção do programa de Transporte a Pedido dessa Região, até Março de 2018.

Em 2004, o Conselho Consultivo de Fomento e Meio Ambiente chegou à conclusão de que um serviço tradicional de transportes públicos, com horários fixos e trajectos pré-determinados, não era adequado para esta região rural dispersa e com pouca procura. Pelo contrário, era economicamente inviável e pouco interessante. Para permitir a mobilidade da população nestas áreas e promover a inclusão social, foi necessária a implantação de um novo tipo de transporte, com custo racional, com maior cobertura territorial e níveis de serviço adequados. Neste contexto, um sistema flexível como o transporte a pedido da GMV foi a melhor opção de mobilidade para a zona.

O sistema de transporte a pedido em Castela e Leão (que começou a sua validação de uso através de uma zona-piloto em Barco de Ávila) é um sistema original e pioneiro na Europa, permitindo que as ligações entre núcleos populacionais se façam a pedido, adaptando a oferta à procura.

Transporte a pedido I

A solução da GMV consta de um Centro de Gestão dos Transportes onde os pedidos de transporte são recebidos por telefone/web em modo planeado ou em tempo real, gerando-se de forma automática o planeamento do serviço. Os serviços solicitados notificam os operadores de transportes e posteriormente realiza-se online o correspondente seguimento do transporte, contando o utilizador com informações constantes sobre possíveis incidentes de serviço através de painéis colocados em determinadas localidades nas rotas dos transportes.

Além disso, há uma plataforma tecnológica em tempo real que inclui equipamentos embarcados com receptor GPS e modem GPRS nos veículos, painéis interactivos e informações nas diversas localidades, avisando o utilizador sobre o tempo que falta para a chegada do veículo, sobre possíveis imprevistos ou atrasos, etc., assim como ferramentas Web para a realização de reservas.

Uma parte muito importante do projecto é a comunicação directa que existe entre o utilizador final do Sistema de Transporte a Pedido e a Administração, através da central de reservas (situada nas instalações da GMV em Boecillo). Basta que os utilizadores do serviço façam uma chamada telefónica para que os autocarros realizem a sua rota parando unicamente nas localidades onde haja pedidos.

Transporte a pedido II

Como novidade, o projecto incorporou em 2013 um serviço combinado de transportes públicos regulares de viajantes em geral com serviços de transportes especiais escolares. Este serviço inclui 269 trajectos, beneficiando cerca de 100 localidades.

Em 2016, devido à complexidade operativa e à amplitude do projecto, este inovador sistema de gestão de transportes públicos converteu-se numa ferramenta fundamental para melhorar o serviço proposto, optimizando os recursos utilizados. Actualmente, o modelo de Transportes a Pedido em Castela e Leão inclui 810 trajectos que dão serviço a mais de um milhão de habitantes de 3557 localidades dessa Comunidade Autónoma. Desde que foi implantado, soma 3 milhões de viajantes e dá serviço a mais de 105 zonas da Comunidade.

Na Europa, a GMV também implantou um sistema semelhante em Portugal, demonstrando a eficácia desta modalidade de transportes públicos no meio rural.