GMV amplia centro de controlo da Hispasat para H1F e AMZ5

O operador espanhol de satélites Hispasat voltou a confiar à GMV o desenvolvimento do sistema de dinâmica de voo e o desenvolvimento do sistema de controlo e monitorização dos satélites Amazonas 5 e Hispasat 1F. Ambos os sistemas se desenvolverão sobre a base de soluções da GMV, as quais já estão a ser utilizadas pela Hispasat: focusGEO, para o conjunto da frota e hifly® para os satélites Amazonas 1, 2, 3, 4, H1E e AG1.

O projecto inclui a instalação de novas estações terrestres nos centros de controlo de Arganda del Rey, Maspalomas e Rio de Janeiro, as quais farão o seguimento do novo satélite, monitorizando o seu estado e enviando os comandos e as instruções necessárias. Além disso também actualizará os sistemas de localização em órbita da frota de satélites.

A GMV facultará aos dois satélites o sistema de dinâmica de voo, desenvolvido sobre a base do produto focusGEO e utilizado como referência para as operações orbitais do resto da frota da Hispasat. O contrato completa-se com o sistema de monitorização e controlo do satélite utilizando o produto hifly®, solução comercial da GMV para a gestão de satélites em tempo real. Amazonas 5 e Hispasat 1F lançar-se-ão no decorrer de 2017 e reforçarão a posição do Grupo Hispasat nos continentes europeu e americano.

Com Amazonas 5, a Hispasat responderá à crescente procura de capacidade de satélite, principalmente para plataformas de televisão por satélite, que actualmente se apresenta no Brasil e no resto da América Latina. Além disso, conta com capacidade em banda Ka para atender aos novos serviços de ligação à Internet.

O Hispasat 1F servirá de substituto ao Hispasat 1D e terá capacidade adicional em banda Ku para as regiões andina e brasileira. Com o Hispasat 1F também se ampliarão as suas capacidades transatlânticas nas suas ligações Europa-América e América-Europa, acrescentando-se capacidade em banda Ka com cobertura europeia para que continue a incrementar os seus serviços de banda larga na região.