A GMV prepara o caminho para os veículos autónomos

De acordo com estudos recentes, antes do ano 2035 vender-se-ão 94,7 milhões de veículos com condução autónoma, estimando-se que em 2039 cerca de metade de todos os novos veículos que se vendam ofereçam a opção de condução completamente autónoma.

Actualmente os principais fabricantes de automóveis estão a desenvolver tecnologia de condução automática, prevendo os peritos do sector que veremos os primeiros veículos em série com alto grau de automatização em 2020 e com condução completamente autónoma em 2025.

Neste contexto, a Comissão Europeia foi mais longe adjudicando a um consórcio composto por mais de 15 países o projecto ENABLE-S3 (European Initiative to Enable Validation for Highly Automated Safe and Secure Systems) com o objectivo de preparar o caminho para a rápida aplicação de sistemas de condução com alto nível de automatização e sistemas de condução autónoma nas esferas da mobilidade rodoviária, aerospacial, ferroviária e marítima, assim como no âmbito da saúde.

ENABLE

GMV participa em dois casos de uso: por um lado lidera Traffic Jam Pilot with V2x, centrado na área da auto-propulsão, participando, por outro lado, em Reconfigurable Video Processor for Space, liderado por Thales Alenia, com actividades centradas na área do espaço.

No caso de uso da auto-propulsão, as actividades da GMV darão lugar a um sistema-piloto com alto nível de automatização que incrementará a segurança do tráfego, reduzirá a congestão e melhorará os benefícios ambientais.

No âmbito do Espaço, a GMV aplicará as metodologias de ENABLE-S3 para validar um demonstrador tecnológico sob as condições extremas do espaço. Tal demonstrador será também resultado deste projecto e consistirá na utilização de FPGAs reconfiguráveis em voo para intercambiar implementações de navegação baseadas em visão segundo as características de cada fase de uma missão espacial. Ou seja, reutilizar o mesmo hardware economizando custos e carga.

Os métodos virtuais de ensaio, a verificação e a selecção dos testes orientados para a cobertura que se empreenderá no ENABLE-S3, permitirão reduzir a um nível razoável as actividades e custos de validação. O marco de validação resultante neste projecto garantirá a competitividade para a indústria europeia na corrida global dos sistemas de automatização.

Por outro lado, as actividades desenvolvidas no projecto oferecem à GMV oportunidades de mercado de especial relevância pelas importantes consequências derivadas da optimização dos processos requeridos para o desenvolvimento e idoneidade dos sistemas automáticos integrados, críticos para a segurança no âmbito do Espaço e da Auto-propulsão.